Publicado em

Bibliografia sobre a Cristiada

Disponibilizamos abaixo uma bibliografia para aqueles que desejam aprofundar seus estudos sobre a perseguição aos católicos no México, na primeira metade do século XX, também conhecida como Cristiada ou guerra dos Cristeros.

Estudos

 

  • La Cristiada, Jean Meyer, Ed. Siglo XXI, México, 1973. Três volumes que abordam (I) a guerra, (II) o conflito entre a Igreja e o Estado, e (III) os cristeros. Obra fundamental, extraordinariamente bem documentada com fontes primárias.
  • La Cristiada, Jean Meyer, Ed. Clío, México, 1997; quatro volumes. Magnífica e vasta compilação fotográfica sobre o conflito armado e a vida cotidiana dos cristeros. Há uma bela reedição num único volume, publicada pelo Fondo de Cultura Económica, México, 2007.
  • Las Naciones Frente al Conflicto Religioso en México, Jean Meyer, coordenador; Ed. Tusquets, México, 2010. Estudo documental sobre a atitude que assumiram perante a Cristiada os governos e os católicos de Irlanda, Bélgica, Itália, Brasil, Inglaterra, França, Polônia, Chile, Colômbia, Argentina, Canadá, Espanha e Estados Unidos.
  • Méjico Cristero, Antonio Rius Facius, Ed. Pátria, México, 1960. O autor faz uma crônica bem documentada do conflito e do papel relevante que nele desempenhou a Associação Católica da Juventude Mexicana (ACJM). Há uma edição recente em dois volumes da Asociación Pro Cultura Occidental, Guadalajara, 2002.
  • Sangre y Corazón de un Pueblo, Pe. Fidel González Fernández, Ed. Arquidiocesis de Guadalajara, Guadalajara, 2008. Dois volumes que apresentam (I) o desenvolvimento histórico da perseguição religiosa no México, e (II) listas e perfis biográficos de alguns dos mártires. O autor foi o postulador da causa de beatificação de muitos desses cristãos, dentre eles, Anacleto González Flores e José Sánchez del Río.
  • Dios y Mi Derecho, Consuelo Reguer, Ed. Jus, México, 1997; quatro tomos. Crónica detalhada do conflito, ano a ano, partindo de 1926 até 1936. Apresenta – às vezes na íntegra – valiosos documentos do arquivo familiar da autora.
  • Blood Drenched Altars, Francis Clement Kelley, bispo de Oklahoma, Ed. Bruce Publishing Company, Milwaukee, 1935. Ver os capítulos XVI – XX. Há uma edição recente da Tan Books, Charlotte, 2009. Em espanhol México, el País de los Altares Ensangrentados, Ed. Folia Universitaria, Guadalajara, 2015.
  • Mexico, a Land of Volcanoes, Joseph Schlarman, bispo de Peoria, Ed. Bruce Publishing Company, Milwaukee, 1950. Ver os capítulos XXXVI – XL. Em espanhol México, Tierra de Volcanes, Ed. Porrua, México, 2012.
  • La Persecución Religiosa en México, Pe. Lauro López Beltrán, Ed. Tradición, México, 1987.
  • La Actuación de la Mujer en la Cristiada, Soledad Reynoso de Alba, Ed. Asociación Pro Cultura Occidental, Guadalajara, 2003.
Documentos

 

Há quatro documentos pontifícios que abordam, em diferentes momentos, a perseguição religiosa no México, todos do Papa Pio XI.

 

  • Paterna Sane, carta apostólica de 2 de fevereiro de 1926.
  • Iniquis Afflictisque, encíclica de 18 de noviembre de 1926.
  • Acerba Animi, encíclica de 19 de setembro de 1932.
  • Firmissimam Constantiam, encíclica de 28 de março de 1937.
Dos bispos mexicanos:

 

  • Carta Pastoral Colectiva del Episcopado Mexicano Anunciando la Suspensión de Cultos en toda la República Mexicana, México, 25 de julho de 1926.
  • Sexta Carta Pastoral del Revmo. Sr. Obispo de Huejutla a sus Diocesanos, José de Jesús Manríquez y Zárate, Huejutla, 3 de abril de 1926.
  • Documentos para la Historia de la Persecución Religiosa en México, Leopoldo Lara y Torres, bispo de Tacámbaro, Ed. Jus, México, 1954.
Testemunhos

 

  • Obras, Anacleto González Flores, Ed. Ayuntamiento de Guadalajara, Guadalajara, 2005. Esta edição contém Ensayos (1918), La Cuestión Religiosa en Jalisco (1927), El Plebiscito de los Mártires (póstuma, 1930), Tu Serás Rey (póstuma,1950), assim como alguns discursos e editoriais do seminário La Palabra.
  • Cartas a Gertrudis Lasaga, Enrique Gorostieta, Ed. Universidad Autónoma de Nuevo León, Monterrey, 2011. São as cartas que o chefe da Guardia Nacional, o exército dos cristeros, enviou a sua esposa durante a guerra.
  • Por Dios y por la Patria, Pe. Heriberto Navarrete, Ed. Jus, México, 1961. Memórias do secretário do general Enrique Gorostieta.
  • Memorias, Jesús Degollado Guizar, Ed. Jus, México, 1957. Lembranças do sucessor do general Enrique Gorostieta como chefe da Guardia Nacional.
  • Los Cristeros de Volcán de Colima, Spectator (Pe. Enrique de Jesús Ochoa), sem editora, Turin, 1933. Crônica escrita pelo irmão do chefe cristero de Colima, Dionisio Ochoa.
Biografias

 

  • El Clamor de la Sangre, Joaquín Blanco Gil (Andrés Barquín y Ruíz), Ed. Rex-Mex, México, 1947. Amplo e singular martirológio mexicano que registra, mês a mês, os nomes das vítimas da perseguição religiosa durante o período do conflito armado.
  • Testigos de Cristo en México, Pe. Guillermo María Havers, Ed. Arquidiócesis de Guadalajara, Guadalajara, 1986. Excelente resumo dos principais mártires e confesores mexicanos durante a perseguição religiosa. Ver os capítulos II-V.
  • In Memoriam, Anónimo, sem editora, 1954. É a primeira biografia de Anacleto González Flores, publicada um ano após de seu martírio. Há uma edição recente da Asociación Pro Cultura Occidental, Guadalajara, 2002.
  • Anacleto González Flores, el ‘Maestro’, Antonio Gómez Robledo, Ed. Xalisco; Gudalajara, 1937. Biografia escrita por um dos seus discípulos, um destacado intelectual e diplomata que se desempenhou como embaixador de México no Brasil. Há uma edição recente de Impre-Jal, Guadalajara, 2001.
  • Miguel Gómez Loza, Vicente Camberos Vizcaíno, Ed. Jus, México, 1953; dois volumes. Biografia do sucessor de Anacleto González como líder dos cristeros em Jalisco.
  • Luis Segura Vilchis, Andrés Barquín y Ruíz, Ed. Jus, México, 1967. Biografia do chefe de inteligência e operações especiais da Liga Nacional para la Defensa de la LIbertad Religiosa.
  • Francisco, el Grande, Vicente Camberos Vizcaíno, Ed. Jus, México, 1966; dois volumes. Biografia de Francisco Jiménez Orozco, arcebispo de Guadalajara.
  • Un Mártir Alegre, Pe. Luis Butera, Ed. Servidores de la Palabra, México, 1987. Biografia do sacerdote jesuíta Miguel Agustín Pro.
  • José Sanchez del Rio: El Joven Cristero David Contra el Tirano Goliat, Pe. Fidel González Fernández, Ed. Universidad Vasco de Quiroga, Morelia, 2016. Uma biografia do primeiro cristero canonizado, um menino de catorze anos. Escrita pelo postulador da causa em Roma.
 
Literatura

 

  • Quatro boas obras de ficção se desenvolvem no marco da perseguição religiosa. As duas primeiras durante a guerra cristera (1926-29) e as duas últimas durante ‘la segunda’ (1931-38).
  • Entre las Patas de los Caballos, Luis Rivero del Val, Ed. Jus, México, 1954. Há uma edição recente de Ed. Porrua, México, 2002.
  • Héctor, Jorge Gram (Pe. David Ramírez), Ed. Marpha, San Antonio, Texas, 1930. Há uma edição clásica da Ed. Jus, México, 1953.
    • Rescoldo, Antonio Estrada, Ed. Jus, México, 1961. Há uma edição recente de Ed. Encuentro, Madrid, 2010.
    • The Power and the Glory, Graham Greene, Ed. Heinemann, Londres, 1940. Em português O poder e a Gloria, Ed. Record, Rio de Janeiro, 1971.